30 de mai de 2009

MINHA OPINIÃO!!!

Nunca vou me esquecer dos dias 19 à 23 de janeiro de 2009. Nessa semana, fiz dois cursos na Quanta em São Paulo, Arte-final, ministrada por Wilson Magalhães (arte-finalista do Renato Guedes do título Superman) e Anatomia de Super-Heróis, ministrada por Roger Cruz (desenhista do X-Men: First Class). Não posso deixar de expressar meu agradecimento pelo Guilherme Menga e o seu pai, o senhor Sergio. Amigos que cederam um espaço no apartamento para me hospedar durante a semana que fiz o curso.
No último dia, na aula do Roger, um rapaz fez uma útlima pergunta.
"Roger, na sua opinião, o que é preciso para se tornar um grande profissional de quadrinhos?"
Com certeza, foi uma pergunta que todos da sala gostariam de saber.
O Roger nem pensou e falou aos alunos " Ser gente boa, ser humilde, amigável". Fácil né!!!!
Roger explicou. Deu o exemplo do Amilcar. Começou como aluno, era gente boa, conversava com todos da Quanta, mostrava interesse com os estudos, começou a sair junto com os professores, em fim, se tornou amigo da Quanta. Mostrou potencial. Foi convidado a dar aula e por último foi convidado pelo Roger a desenhar os X-Men: First Class. Quer merito melhor que esse? Tudo isso porque foi gente boa. Claro que o Almicar é fera, desenha muito (quem não o conhece, confira no link). Roger também relatou um fato contrário a esse. De um aluno xarope, que fazia gozação com todos. Não me recordo das palavras exatamente, mais foi essa a resposta do Roger.
Estáva escutando um podcast Papo de Artista#0 - O Começo de Carreira (http://media.blubrry.com/papodeartista/www.podtrac.com/pts/redirect.mp3/www.papodeartista.podcastbrasil.com/wp-content/uploads/2009/01/papodeartista0.mp3), com o Rod Reis e o Sam Hart. Hart em um momento fala que para conseguir uma carreira, precisa ter três coisas: ser bom, rápido e ser amigável. Duas já bastam para sempre ter trabalho, mesmo você não sendo bom, entretanto, tem que ser rápido e amigável. Ele conclui que tendo uma carreira você pode trabalhar no adjetivo que falta. Reis acrescenta que como ele trabalha para os americanos fica meio díficil ser gente boa por e-mail. Por esse motivo que ele procura sempre estár indo todo ano para os Estados Unidos com o objetivo de melhorar seu relacionamento com os editores. Interessante não?
No blog do Rod Reis, tem um post com o título " 10 Coisas que você deve fazer para ser um colorista profissional no mercado americano" (http://rodreiscolorist.blogspot.com/2009/03/10-coisas-que-vc-deve-fazer-pra-ser-um.html#links) e no item número 6 está "Ser humilde". Mais de novo!!!
Resolvi fazer esse post com a intenção de mostrar o outro lado do sonho de ser desenhista, colorista e arte-finalista de quadrinhos. Podemos notar que ser gentil, gente boa, humilde, boa praça é um adjetivo importante para realizar esse sonho. Meu sonho e tenho certeza que é de muitos também. Acredito que, possuir um caráter com esse adjetivo não ajude apenas os artistas dos quadrinhos, mais com certeza, em todas as profissões e no dia a dia de cada um.
Gostaria de agradecer pelas as visitas, pelos comentários e pelas críticas. Críticas essas que são importantes, pois, estão ajudando no desenvolvimento dos meus trabalhos.
Muito obrigado.

2 comentários:

Anônimo disse...

E ae rafa... é o Zanini... Isso mesmo... os feras da quanta estão certos... Fico muito feliz de ver a evolução do seu traço e da sua pessoa... Vai que vai que o futuro te espera... Abração.

akira sanoki disse...

Rafael, mto legal esse seu post! Realmente as palavras do Roger foram fodas, ele é um exemplo a seguir, não só o desenho mas essa personalidade, a atenção q teve com cada um de nós na sala.

Vamos nessa, aprendendo com esses mestres pois amanhã, [ou até hj, quem sabe] seremos nós falando isso tbm.

abraço